Com articulação da AAM, hospitais do interior receberão R$ 2 milhões de reais

Nesta quinta-feira, 26 de outubro, 47 municípios do interior do Amazonas devem receber mais de R$ 2 milhões para serem aplicados em suas unidades de saúde. Os recursos são resultado de uma articulação do presidente da Associação Amazonense de Municípios (AAM), Andreson Cavalcante, junto ao secretário estadual de Saúde, Francisco Deodato. O repasse dos recursos estava atrasado devido ao bloqueio nas contas bancárias dos municípios. Os valores, provenientes do Ministério da Saúde, são destinados a pagamentos de recursos humanos, referentes aos meses de agosto e setembro, de profissionais que atuam…

Compartilhar:
Leia mais

Juiz de Manaus suspende leilão de partilha de blocos do pré-sal

O juiz Ricardo de Sales, da 3ª Vara Federal Cível da Seção Judiciária do Estado do Amazonas, concedeu liminar ontem (26) à noite suspendendo o leilão de partilha de blocos do pré-sal. A ação foi proposta por Wallace Byll Pinto Monteiro, integrante do Sindicato dos Petroleiros do Amazonas, contra a ANP e a Petrobras. Na ação, ele alega que a Lei n.13.365/2016 promoveu radical alteração na Lei n.12.351/2010, na medida em que retira da Petrobras a atuação como operadora única dos campos do pré-sal, com uma participação de pelo menos…

Compartilhar:
Leia mais

Henrique Eduardo Alves usou assessores para ocultar bens, diz PF

A Polícia Federal (PF) investiga se pessoas ligadas ao ex-deputado e ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves atuaram para ocultar parte do patrimônio dele, mesmo após sua prisão no dia 6 junho deste ano. Alves está preso em Natal por suspeita de corrupção e lavagem dinheiro em desvios nas obras de construção da Arena das Dunas, na capital do Rio Grande do Norte. De acordo com o delegado de Combate ao Crime Organizado da PF no Rio Grande do Norte, Osvaldo Scalezi, o ex-ministro “continuou articulando para transferir parte de…

Compartilhar:
Leia mais

Gilmar Mendes e Barroso discutem e trocam ofensas durante julgamento no STF

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes e Luís Roberto Barroso discutiram e trocaram ofensas na sessão da Corte na tarde de hoje (26). A discussão ocorreu durante o julgamento sobre a validade da uma decisão que envolve a extinção de tribunais de contas de municípios. O estopim para o início da briga ocorreu após Mendes criticar a situação financeira do Rio de Janeiro, estado de origem de Barroso. Barroso questionou se, no Mato Grosso, estado de Gilmar Mendes “está tudo muito preso”, em referência aos políticos presos…

Compartilhar:
Leia mais