Flamengo garante vaga com raça, luta, garra e muita festa no Maracanã

Time sai atrás, empata, sofre dois gols, mas não desiste e elimina Fluminense

“Isso aqui é Flamengo”. Depois deste 1º de novembro de 2017, esta frase passou a estar escrita em todas as 78.838 cadeiras do Maracanã. Mesmo naquelas onde as outras torcidas costumam se sentar. Porque sair atrás, empatar, levar dois gols, buscar o empate e conquistar a classificação no final de um clássico, na raça, na camisa, na mística, isso é Flamengo. O Flamengo que não desiste, se entrega e luta até o último minuto.

O Fluminense fez o primeiro. Diego empatou. Os tricolores fizeram o segundo, o terceiro. Vizeu diminuiu e Willian Arão empatou. O 3×3 era o resultado que o Flamengo precisava. O resultado que acabou sendo o final e o da classificação. Além da vaga, o último clássico carioca de 2017 terminou, mais uma vez, pró-Flamengo. Se o empate não é vitória, é a classificação. Em 19 encontros com os rivais cariocas neste ano, foram oito vitórias, 10 empates e somente uma derrota. Supremacia completa na temporada.

O jogo

Reinaldo Rueda apostou em Felipe Vizeu no ataque. O jovem atacante foi um terror na zaga adversária, com movimentação constante e passes rápidos com Diego e Éverton Ribeiro. Foi uma partida rápida, com lances pegados e típica de decisão.

O primeiro tempo não começou bem. Logo aos três minutos, o Fluminense abriu o marcador através de Lucas. O lateral recebeu de Marcos Júnior e chutou bem para vencer Diego Alves. O Flamengo foi ao ataque e teve uma sequência de bons lances, principalmente com Arão, que aos cinco, chutou de fora, mas Diego Cavalieri caiu para fazer a defesa. Mas era questão de tempo. E não demorou nem cinco minutos. Em cobrança de falta perfeita, Diego mandou no ângulo e empatou o jogo.

Com os dois gols, o jogo deu uma esfriada nos lances de perigo, mas não no clima. Muitas faltas e entradas duras marcaram o primeiro tempo. Em um lance de bola parada, o Fluminense fez o segundo aos 41 minutos. Renato Chaves subiu bem em cobrança de escanteio e marcou o gol que colocou o tricolor em vantagem na etapa.

No início do segundo tempo, o Fluminense marcou o terceiro. Novamente com bola cruzada na área, Renato Chaves subiu mais alto que a zaga e fez o seu segundo gol no jogo. Três minutos depois, Diego teve a chance de diminuir após cruzamento de Pará, mas a bola foi um à frente e o camisa 10 não conseguiu colocar força suficiente. Porém, depois de tanta pressão, o gol saiu. Felipe Vizeu recebeu ótimo passe de Everton Ribeiro e saiu na cara do gol para diminuir. Logo em seguida, Juan saiu, lesionado, para a entrada de Rafael Vaz.

A torcida incendiou no Maracanã. O Fluminense começou a cair em campo e fazer de tudo para deixar o tempo passar. Azar o deles. Vinicius Junior fez jogada espetacular pela direita e sofreu falta. Pará cobrou, Arão subiu e detonou o gol para empatar a partida aos 39. De repente, todos os jogadores tricolores começaram a ficar em pé. Foi a hora do Flamengo segurar o jogo e deixar o tempo passar. Com o relógio se aproximando do feriado de Finados, Diego ainda quase fechou o caixão, mas teve pena. Resultado e vaga estavam garantidos, que venha o próximo adversário.

Fonte: Flamenogo

Compartilhar:

Notícias Relecionadas

Deixe um Comentário