Procuradoria vê ‘indícios’ de ligação de Lúcio com ‘recolhimento e guarda’ dos R$ 51 mi

A pedido de Raquel Dodge, procuradora-geral da República, a Polícia Federal fez buscas nesta segunda-feira, 16, no gabinete e na residência do deputado

A Procuradoria-Geral da República aponta ‘indícios’ do envolvimento do deputado Lúcio Vieira Lima (PMDB/BA) ‘no recolhimento e guarda’ da fortuna de R$ 51 milhões em dinheiro vivo encontrada em um apartamento no bairro da Graça, em Salvador, no dia 5 de setembro.

+ “Ninguém aguenta mais tanto roubo”, dizia Geddel em 2015
+ Entre o lar de Geddel e bunker dos R$ 51 mi, uma caminhada de 12 minutos

A pedido da procuradora-geral da República, Raquel Dodge, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, autorizou buscas no gabinete de Lúcio na Câmara e na residência dele, em Salvador, localizada em um prédio vizinho ao do irmão Geddel Vieira Lima, preso na Papuda, em Brasília, na Operação Tesouro Perdido.

Fonte: Estadão

Compartilhar:

Notícias Relecionadas

Deixe um Comentário